Mensagens do blog por Business Education

Todo o mundo

O mercado de trabalho está em ebulição. As profissões tem passado por mudanças rápidas e radicais. As empresas exigem cada vez mais novas competências e saberes de seus profissionais. O cenário é de revolução constante, e o aprendizado passou a ser encarado como uma jornada para toda a vida.


O conceito de lifelong learning não é novo, mas nunca foi tão fundamental. Não é mais possível se acomodar após uma graduação. O mercado valoriza e reivindica que o profissional invista em uma educação continuada. Nesse cenário, cursos de especialização profissional, como os de pós-graduação lato sensu, são um caminho para quem busca desenvolver novas competências.


Segundo Paulo de Tarso, vice-presidente de educação continuada da Kroton, não se pode mais ficar acomodado com o que foi aprendido no passado, achar que se formou na faculdade e está pronto para o resto da vida. As pessoas precisam estar atualizadas e preparadas para enfrentar os novos desafios.


Pesquisa elaborada pelo Senai mostrou que, no primeiro semestre de 2018, surgiram 30 novas profissões no Brasil. Muitas delas, ligadas a avanços tecnológicos, como analistas de loT, mecânico de carros híbridos e técnico em automação predial, entre outras. A função de estatístico é outra que não para de crescer. Pessoas capazes de coletar, organizar e interpretar dados têm sido cada vez mais valorizadas em empresas públicas e privadas.


De acordo com a Profa. Dra. Bevina von Staa, coordenadora do Censo EAD.BR da ABED, o mercado está requisitando novas demandas com muita velocidade. O profissional precisa estar atento a isso seja para se desenvolver dentro de sua carreira, seja para mudar de emprego ou até de profissão. A necessidade da formação continuada é evidente.


Diante dessas exigências, a pós-graduação latu sensu representa uma boa alternativa de saída para um dos gargalos do mercado: contar com profissionais que tenham níveis mais elevados de formação. São programas de especialização - que incluem os cursos designados como MBA - formulados exatamente para quem almeja crescer em sua área de atuação ou até se recolocar no mercado. Têm carga horária mais curta (mínimo de 360 horas) e podem ser feitos de forma presencial ou a distância. Eles se diferenciam da pós strictu sensu (mestrado e doutorado), que dura de 3 a 5 anos e é mais indicado para quem quer investir na carreira acadêmica.


O investimento em um uma pós latu sensu de qualidade, regulamentada pelo MEC (Ministério da Educação), provoca impactos significativos na carreira. De acordo com a Pesquisa Salarial, realizada pela Catho Educação, profissionais com cargos de coordenação que fazem esses cursos podem receber aumento de até 54% do salário.


Mas como investir na sua formação e, ao mesmo tempo, atender às demandas da profissão, da família e do dia a dia? Essa é uma das principais dificuldades encontradas por profissionais que querem continuar a estudar. Os desafios são inúmeros.


Por isso, o EaD (ensino à distância) tem se consolidado como uma ferramenta importante para o lifelong learning . Por meio de ferramentas virtuais, alunos podem estabelecer uma rotina de estudos mais flexível. É possível ter acesso aos conteúdos de qualquer local e na hora que o estudante desejar.


As universidades têm ampliado a oferta de pós-graduação a distância e incrementado a qualidade do aprendizado e o engajamento dos alunos, com biblioteca virtual e canal virtual com ofertas de vagas de emprego.


"O profissional precisa ter clareza de seus objetivos para fazer uma busca direcionada e encontrar o melhor curso e a melhor instituição para suas necessidades. É importante lembrar que essa demanda por investimento em educação vai acompanhar toda sua carreira", diz Paulo de Tarso.


A revolução digital e o mercado em constante transformação tornaram as empresas ainda mais exigentes. Os trabalhadores precisam estar sempre atualizados e prontos para atender às novas demandas. Não basta ter um diploma, é preciso procurar um aprendizado constante.


From EstúdioFolha